Como a grande indústria viciou o Brasil em junk food

À medida que o crescimento diminui nos países ricos, as empresas de alimentos tipo junk food e bebidas se expandem acintosamente nos países em desenvolvimento, contribuindo para obesidade e problemas de saúde.

Por Andrew Jacobs e Matt Richtel

Com colaboração de Paula Moura

FORTALEZA, Brasil — Gritos de crianças soavam na manhã quente e úmida, enquanto uma mulher empurrava um carrinho branco e reluzente pelas ruas esburacadas e repletas de lixo espalhado. Ela fazia entregas em algumas das casas mais pobres desta cidade litorânea, levando sobremesas lácteas, biscoitos e outros alimentos industrializados (junk food) aos clientes situados em seu trajeto.

Clique aqui e confira a matéria na íntegra 

Fonte: The New York Times

#junkfook